Quanto iniciamos as vendas online, deveríamos estar cientes que tal qual no varejo físico tudo depende de um trabalho duro e contínuo, nada vem de um passe de mágicas, ou da noite pro dia.

A melhor maneira de se iniciar, é sempre disponibilizar o melhor conteúdo, como o cliente gostaria que fosse apresentado determinado anúncio por exemplo. Fazer uma pré-analise do canal de vendas, entender o perfil do consumidor, nicho de negócio, estratégias, preço de mercado são alguns dos pontos  relevantes.

Atualmente, estamos com muitos vendedores começando a conhecer o mercado, migrando de suas lojas físicas para o e-commerce. Porém as vendas nos maiores sites do Brasil precisam ser vistas como novas lojas e dadas a ela o devido esforço.  Importante  ao longo do desenvolvimento das operações estarmos pensando em um  sistema de gestão, com estoque integrado deve ser levado em conta.

Maketplaces são novos canais de venda, podendo ser de nicho ou não. É muito importante  estar presente no máximo de canais possíveis, visto que atingirá um publico maior. Nestes canais, os processos já vem prontos e determinados por cada canal, a parte do lojista é apenas criar um bom anuncio, gerenciando preço e estoque. Outra estratégia que vem crescendo ao longo dos anos é o  omnichannel. Deixar o cliente escolher a forma de recebimento, se deseja retirar o produto pode levar a uma experiência de compra muito importante para o lojista.

A tecnologia e os canais de venda

Importante é estamos atententos as tendências de mercado e oque podemos agregar para o cliente ter sua melhor experiência e não gerar nenhuma frustação. Ganhar tempo e ser competitivo, tem suas vantagens. Então por que não facilitar tudo isso usando um sistema de gestão?

Devemos pensar no cliente, tendo um anúncio robusto e completo, com uma foto que não gere dúvidas no produto.

O título é relevante e fundamental para que o cliente encontre seu anuncio e assim o google consiga indexar nos canais de buscas.

Descrição, atributos, cor, informações extras sempre devem ser analisadas e completadas para não gerar dúvidas e ocasionar uma surpresa no uso do produto.

Categoria deve ser a mais específica possível, visto que ajudará na indexação das buscas.

Palavras chaves precisam ser pensadas, pois a vitrine eletrônica de cada canal é a forma que o cliente terá o produto na tela do seu computador, então usar alguns “macetes” podem ajudar ao produto ter mais buscas e ser melhor ranqueado nos marketplaces.

Criar um novo produto nem sempre é tão fácil quanto parece, não pode e não deve ser feito de qualquer jeito, para depois não ter alguma surpresa com a devolução, reclamação ou a baixa venda do item.

Mesmo com a crise que estamos passando, todos os pontos devem ser pensados antes de colocar a “mão na massa”. Querer apenas cadastrar rapidamente seus produtos para ativa-los mais rápido não é uma boa opção. Precisamos entender oque o cliente deseja, como a economia está se comportando, respeitando a regra de cada canal de venda.

   O que  fazer então para se destacar?

Todos os pontos levantados acima, precisam sempre ser levados em consideração bem como um bom atendimento, preços competitivos, um frete com um bom prazo de entrega, apresentar algum diferencial para o cliente.

Ademais todos os canais possuem um sistema de reputação, ao qual cada loja é avaliada. Com a utilização de algumas ferramentas essa reputação pode ser transferida ao seu negocio sem que você precise construi-la do zero. No entanto na maioria dos casos ela precisa ser construída, o que pode dificultar as vendas no inicio da conta. Apesar de usarmos as estruturas prontas dos marketplaces,  temos que ter em mente que estamos lidando com um cliente real e medidas como enviar um brinde ou cartão escrito a mão podem fazer com que o cliente se sinta especial e ajuda com certeza a fideliza-lo. Fazer mais do que o esperado, ainda mais neste momento, respeitando principalmente o CDC (Código de Defesa do Consumidor) e o prazo de entrega, são pontos muito importantes para conseguir gerar uma melhor experiência de compra.

Finalizando acho bastante consciente ainda mais neste momento de economia fragilizada estamos olhando para todos os possíveis canais que possam nos trazem oportunidade de vendas até porque os nossos negócios precisam continuar e cabe a nos empreendedores estarmos olhando para novas oportunidades de negócio. Os correios são foram decretados serviços essenciais a população portanto isto implica em dizer que o e-commerce não vai parar de maneira nenhuma mesmo com o avanço do COVID-19. E você o que está esperando para retomar as atividades de seu negocio venha conhecer nossa solução, podemos lhe ajudar!

×

Olá. Clique no atendente que esta online no momento para iniciar o atendimento.

× Como posso te ajudar?