Tem se muito falado a respeito da crise mundial que assolara o mundo nos próximos meses , sem distinção de pais, raça ou gênero. Ainda neste contexto especialmente no Brasil o que enxergamos é uma guerra politica ideológica onde uns acusam os outros de terem tomado medidas supressivas a economia e outros nesta mesma nuance alegam que a vida é o bem maior e deve ser protegido de qualquer forma.

Em meio a este cenário caótico vive o Brasileiro médio grande parte isolado em suas casas sem poder trabalhar e a mercê de uma grande variedade de áudios e vídeos com opiniões sem informação ainda precisam distinguir entre varias fake news e empresas manipuladoras que tentam de todas as formas construir uma ideia do apocalipse na população por vezes com dados questionáveis ou ainda tentando auferir uma imagem que vem de encontro com seus interesses privados.

Neste sentido acredito piamente que devemos primeiro nos desligar um pouco da grande mídia, colocarmos a cabeça no lugar e olhar para dentro. No âmbito gerencial isto quer dizer olhar para dentro de nossos processos gerenciais, de nossa equipe, de nosso mercado, mas principalmente olhar para nossos consumidores e como seus hábitos de consumo vão influenciar o futuro de meus negócios.

A pergunta que devemos no fazer agora é o que meu consumidor espera da minha empresa , ou da minha marca neste momento?

Com esta pergunta em mente acredito que tudo começa com empatia, nossos clientes querem sentir que nossa empresa está funcionando com o intuito de resolver um problema deles e que entende que eles passam por momentos difíceis e se disponibilizam para ajudar. Contudo ainda algumas empresas usam este momento para promoção própria como fez o Magazine Luiza ao Doar 10 milhões de reais a um fundo de ajuda ao combate ao Covid-19 , todavia logo após saiu divulgando a toda mídia nacional o fato. Já outras empresas realmente entenderam o sentido da palavra empatia e vem com atitudes memoráveis ajudando seus consumidores dando lhes crédito estendido , e outras chegando até a pagar a conta de comida de seus clientes. Neste sentido podemos citar o Nubank que com uma campanha memorável destinou 20 Milhões de reais de seu caixa para ajudar seus usuários a passar por esse momento de crise, Segundo a empresa vão destinar o dinheiro a orientação médica, suporte psicológico online. Ainda citam que  “O Nubank pode oferecer créditos para correntistas que estão passando por dificuldades em virtude da COVID -19, e precisem de entrega de comida e outros itens, tanto a compra quanto a entrega serão cobertas pela fintech.”

Campanhas como estas demonstram em grande escala alguns exemplos de medidas que vem sendo tomadas por grandes negócios a fim de passar uma imagem otimista e conquistar seus clientes  com campanhas até então nunca vistas e inusitadas . E é aqui o ponto onde gostaria de focar neste artigo, como dentro da realidade no meu pequeno e médio negocio nos podemos fazer a diferença na vida dos meus clientes ? Seja com uma simples facilidade da entrega em casa sem custo, ou seja doando uma pequena parte de seu lucro para a causa de combate ao vírus.  No entanto o que temos que ter em mente agora é que a forma de fazer propaganda de nossas empresas mudou e nos precisamos nos adaptar rapidamente a fim de pensar em atitudes , campanhas , e empreendimentos que possam ajudar nossos negócios a passarem por este momento.

Finalizando gostaria de deixar a mensagem aos empresários que o momento envolve sim luta e devemos estar sempre dispostos a lutar pelos nossos objetivos e por nossa sobrevivência contudo neste momento precisamos usar a tecnologia para olhar para novas oportunidades e termos nas mãos as armas certas visando sermos efetivos em relação a nossos objetivos. Um exemplo disso, eu não sei vocês mas eu virei cliente fiel do banco Citado depois desta campanha.

×

Olá. Clique no atendente que esta online no momento para iniciar o atendimento.

× Como posso te ajudar?